A Prefeitura de Guarapuava publicou edital de licitação para contratar empresa “especializada na prestação de serviços de limpeza, asseio, conservação e higienização, com fornecimento de mão-de-obra e equipamentos”. Em 2017 o município extinguiu, com aval da Câmara de Vereadores, o cargo de servente de limpeza com a proposta de terceirizar o trabalho. O valor total da licitação é de R$ 3,6 milhões para um ano de prestação de serviços, mas pode diminuir com a disputa entre as empresas.

As empresas podem apresentar propostas até o dia 22 de março, quando será realizada a sessão de disputa por lances. O edital e anexos estão disponíveis no site da Prefeitura, www.guarapuava.pr.gov.br, no link ‘editais de licitações’. O pregão tem benefícios para micro e pequenas empresas.

O edital divide os prédios públicos em três lotes. O maior lote é o 1, que compreender os espaços da Secretaria de Educação e Cultura, e tem valor inicial fixado em R$ 1.724.713,44. O lote 2 compreende dezenas de espaços de várias outras secretarias e tem valor inicial de R$ 1.414.634,76. Já o terceiro lote inclui o Aeroporto Municipal Tancredo Thomaz de Faria e Rodoviária Municipal, espaços públicos que não estavam contemplados na licitação anterior, que acabou cancelada.  Para esse último lote o valor inicial é de R$ 542.268,12.

Desde a extinção do cargo de servente de limpeza, em setembro de 2017, o Sindicato dos Servidores Públicos denuncia que existe um déficit de cerca de 100 servidores desta área e que muitos trabalhadores estão sobrecarregados, tendo que trabalhar na limpeza em mais de um local no mesmo dia.

Uma tentativa de contratar empresas para prestar o serviço chegou a ser feita em 2018, mas acabou cancelada em dezembro do ano passado.