Grupo que reúne Flávio Rocha e Luciano Hang tirou o apoio da proposta que está em debate

Um grupo de empresários decidiu lançar uma reforma tributária paralela à que está tramitando no Congresso.
O empresário Flavio Rocha durante o jogo da Copa do Mundo de 2018 – Greg Salibian/Folhapress

VIA ÚNICA
O Instituto Brasil 200, que reúne empresários como Flavio Rocha, da Riachuelo, João Appolinário, da Polishop, e Luciano Hang, da Havan –todos apoiadores de Jair Bolsonaro–, decidiu retirar apoio à proposta que já está em debate para lançar outra –cujo centro é a criação do imposto único no país.

SALTO
“A proposta que está em discussão é boa, mas tímida. Achamos que chegou a hora de fazermos algo revolucionário”, diz Gabriel Kanner, que preside o movimento.

CEM POR UM
De acordo com ele, 90 tributos no país poderiam ser substituídos por apenas um, sobre movimentação financeira, com alíquota de 2,5%. A carga tributária, diz, seria “infinitamente menor” do que é hoje.

Fonte: Folha de São Paulo